"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."
(Campos, Álvaro de. Tabacaria. Portugal, 1928)

domingo, 25 de janeiro de 2009

Um dia feliz. [poesia antiga =/]

Só por hoje
Vou falar o que eu penso
Vou fazer o que eu quero
Vou cobrir com cimento
Tudo o que desprezo

Só por hoje
Vou ver o sol nascer
Vou ouvir o canto do novo dia
Vou pensar o que vou fazer
Vou esbanjar alegria

Só por hoje
Vou observar você dormir
E torcer para sonhar comigo
Vou sorrir se você sorrir
Fazer de mim seu abrigo

Só por hoje

Vou esquecer o que vem de ruim
Todo ódio e inveja de mim
Isso não ira me tocar
Pois em ti tenho força para lutar

Só por hoje
Vou sorrir para as pessoas na rua
Juntarei todos num grande laço
Mandarei beijos para a lua
E para o sol, mandarei abraços

Só por hoje
Vou fazer minha vontade
Correr na praia de tarde
Vendo o sol se por
Enquanto decido quem sou

Só por hoje
Vou ajudar quem não gosto
Sorrir para quem me detesta
Fazer do que é meu, nosso
Fazer da vida uma festa

Só por hoje
Vou cochilar na areia
Abraçado à lua e estrelas
Vendo-as beijar o mar
Podendo talvez flutuar

Só por hoje serei eu mesmo
Só por hoje serei você
Só por hoje vou parar o tempo
Para você não me esquecer

Um comentário:

Thais Bontempi... disse...

Aiiin *-* que liiindo...não faz só hoje não, faz todos os diias
\o/
ahushauhsuahsu